A história da Assembleia de Deus de Caetés,
teve seu no ano de l950, por ocasião de um Culto de ar livre realizado debaixo de uma mangueira, na Rua dos Caetés.

O irmão Antonio Pinheiro, que aceitou a Jesus como seu salvador neste dia, cedeu parte de sua casa de madeira para instalação de um sub-ponto de pregação subordinado a Congregação da Assembléia de Deus de São Cristóvão, situada na Avenida Nova York – Bonsucesso – RJ, sendo Presbítero responsável o Irmão Palatino.

Os primeiros dirigentes deste sub-ponto foram os Diáconos José Apolônio da Silva e Alfredo.
Em 1953 o Dc. Agostinho Aquino da Silva é empossado como o novo dirigente do sub-ponto, empreendendo várias reformas e ampliações ao mesmo, a medida que o trabalho ia crescendo, para melhor acomodar o povo de Deus. Em 1957, após uma ampla reforma, o sub-ponto dado ao seu crescimento, passa a ser Congregação, ligada diretamente a Ass. de Deus de São Cristóvão.

Em 1958,
o Dc. Arcelino Gomes da Silva é empossado como Dirigente da Congregação de Caetés em substituição ao Dc. Agostinho Aquino da Silva, que foi designado para servir ao Senhor na Congregação de Bonsucesso, na Av. Londres, onde posteriormente foi consagrado a Presbítero.

No dia 10 de junho de 1959,
a Igreja Evangélica Assembléia de Deus de São Cristóvão, presidida pelo saudoso Pr. Alcebíades Pereira de Vasconcelos, e representado pelo Pr. Pimentel de Carvalho, concede autonomia a Congregação de Caetés, como Igreja autônoma para ser designada IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE CAETÉS.

Ao receber autonomia a Igreja contava com 129 membros em comunhão, sendo seu primeiro Presidente o Pr. Joaquim Ferreira de Lima.

Em 29 de maio de 1961, ,
o Pb. Agostinho Aquino da Silva é consagrado a Pastor na Assembléia de Deus de São Cristóvão e designado para dirigir a Congregação de Nova Brasília.

Em 15 de dezembro de 1962, o PASTOR AGOSTINHO AQUINO DA SILVA , assume o Pastorado da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Caetés em substituição ao Pr. Joaquim Ferreira de Lima que renunciara. Realizou a cerimônia de posse o Pr. José Bezerra de Varela, nesta ocasião a Igreja contava com 125 membros em comunhão e duas Congregações de madeira: Flávia Farnese e Areal. Pastor Agostinho presidiu a Assembleia de Deus Ministério de Caetés até o ano de 2010. Em 25 de janeiro de 2010, Nosso querido pastor jubilou-se e se afastou das atividades ministeriais para tratar de sua saúde. Em 24 de fevereiro do mesmo ano, parte para eternidade deixando o Ministério de Caetés com 23 congregações com seu terrenos próprios, 7.500 membros ativos, 17 pastores, 84 presbíteros, 103 diáconos e 112 auxiliares. Esses frutos são resultados de uma vida plena com Deus.

Pouco depois da partida do Pastor Agostinho Aquino, seu sucessor Pastor José Mario da Silva assume a presidêncis do Ministério de Caetés.

A DEUS TODA HONRA E TODA GLÓRIA. Porque até aqui, nos ajudou o Senhor.


     
Assembleia de Deus Ministério de Caetés, 2012 - Todos os direitos reservados.